FRETE GRÁTIS em compras a partir de R$ 350,00.
Óleo Essencial Vetiver HD GT Haiti 5 ml 1

Óleo Essencial Vetiver HD GT Haiti 5 ml

Óleo Essencial Pimenta-Preta GT Índia 5 ml

Óleo Essencial Pimenta-Preta GT Índia 5 ml

Óleo Essencial Salsa (Folhas) GT Brasil 10 ml

R$ 65,00
6x R$ 10,83

ou R$61,75 à vista

Nome botânico: Petroselinum crispum 
Origem: Brasil 
Parte utilizada: Folhas 
Método de extração: Destilação a vapor 
Volume: 10 ml 

Observação: pode haver variação da tampa, que está em fase de migração.

Disponibilidade: Sucesso, já se esgotou
SKU
010782

DESCRIÇÃO: 
Aspectos botânicos: Apiaceae  
A salsa (Petroselinum crispum) é uma planta pertencente a Divisão Angiospermae, da família Apiaceae. Originária da Grécia e da Ilha de Sardenha, com distribuição pela região mediterrânea, norte da África e sudoeste da Ásia. É muito cultivada nas zonas temperadas de todo o mundo. Erva anual ou bianual, ereta, medindo de 15-90 cm de altura. Possui folhas pecioladas, compostas pinadas, de formas variadas dependendo da cultivar ou variedade, de 3-10 cm de comprimento. Na medicina tradicional é considerada diurética, emenagoga, sedativa, emoliente e antiparasitária. Em utilização etno-medicinais, a infusão das folhas ou sementes é usada em casos de tosse, catarro, bronquite, transtornos menstruais, nervosismo, reumatismo, gases, cistite, edemas, cólicas intestinais e como galactagogo. Externamente é empregado para combater lêndeas e piolhos do couro cabeludo.  
 A salsa é geralmente reconhecida como segura (GRAS) quando usada como alimento, de acordo com a Food and Drug Administration (FDA) dos EUA. Faltam dados clínicos para fornecer recomendações de dosagem. 
Óleo essencial: 
O óleo essencial de salsa (Petroselinum crispum) contém 2 componentes principais, apiol e miristicina, que são farmacologicamente ativos. A miristicina está quimicamente relacionada ao apiol e foi identificada na noz-moscada. É o composto sugerido ser em parte responsável pelo efeito alucinógeno da noz-moscada. 
O óleo essencial de salsa possui caráter de especiarias e auxilia a condimentar qualquer preparo com um toque especial de ervas finas. Destaca-se na elaboração de molhos, temperos, caldos, ensopados. Pode ser utilizado em receitas de sopas, saladas, massas, maionese, vinagretes, arroz, azeites, legumes, ceviche. 
É contraindicado na gravidez e lactação, e em pessoas com insuficiência renal. Aplicações externas, como o cataplasma, é contraindicado em pessoas com histórico de alta sensibilidade cutânea. 
Os efeitos adversos da ingestão em maior volume de óleo de salsa (recomenda-se não ingerir mais de 10 gotas em um dia) incluem dor de cabeça, vertigem, perda de equilíbrio, convulsões e danos renais. Recomendável a utilização apenas como flavorizante. 

PRINCIPAIS PROPRIEDADES:
- Flavorizante. 
- Antioxidante 
- Antibacteriano 
- Antifúngico 
- Antiparasitário 
- Diurético 
- Digestivo 
- Antiespasmódico 
- Anticolinérgicos 
- Hepatoprotetor 
- Emenagogo. Estimula o fluxo sanguíneo na região pélvica e no útero; estimula a menstruação. 
- Resposta imune celular e humoral. 
- Potencial bioinseticida.  

 ATUAÇÃO NO CAMPO EMOCIONAL:  
- Antidepressivo 
- Acalma a mente 

ESTUDOS CIENTÍFICOS:  
- Estudo avalia o rastreamento fitoquímico, a atividade antibacteriana e citotóxica das folhas de Petroselinum crispum.  
(researchgate.net/publication/267032634)  
- Estudo mostra que a miristicina, componente do óleo essencial de salsa, tem efeitos anticolinérgicos, antibacterianos e hepatoprotetores (pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/21991618/>  
- Estudo investiga o potencial de melhoria, utilizando óleo essencial de folhas de salsa, tendo como resultado a supressão do stress oxidativo e a manutenção da função da glândula tiroide 
(pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/34497857) 
- Estudo mostra que Petroselinum crispum tem propriedades promotoras de saúde com o potencial de prevenir doenças relacionadas ao estresse oxidativo e pode ser desenvolvido em alimento funcional. 
(pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/25582089)  
- Estudo indica que o óleo essencial de salsa pode ser capaz de suprimir a resposta imune celular e humoral.  
(pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/21854170) 
- Em pesquisas o óleo essencial de Petroselinum crispum foi considerado como um potencial bioinseticida com atividade antimosquito Aedes aegypti.  
(pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/30586929)  

PERFUMARIA:  
O óleo essencial de salsa (folhas) possui um aroma herbáceo e ligeiramente amadeirado. 
Nota de perfumaria: meio 
Persistência da nota inicial: de média a forte 

SEGURANÇA: 
- Os óleos essenciais são matérias-primas que possuem múltiplas aplicabilidades e formas de uso, ambas variam de acordo com a finalidade e o benefício almejados. Em caso de dúvidas, procure a orientação de um aromaterapeuta qualificado para recomendação de uso e de posologia adequados e seguros para a sua individualidade.
- Guarde seus óleos essenciais em lugar longe do alcance de crianças e animais domésticos.
- Não aplique óleos essenciais próximo a região dos olhos.
- Não aplique óleos essenciais puros sobre a pele, salvo orientação expressa de um aromaterapeuta qualificado.
- Não aplique aromaterapia em bebês menores de três meses, salvo orientação expressa de um aromaterapeuta qualificado.
- Não utilize óleo mineral e seus derivados como veículos de diluição, pois eles prejudicam a absorção dos óleos essenciais.
- Alguns óleos essenciais apresentam contraindicações e/ou restrições de uso para gestantes, lactantes, bebês, crianças, idosos, e pessoas submetidas a tratamentos medicamentosos (físico, neurológico e/ou psiquiátrico). Para esses públicos e casos é recomendado pesquisar em literatura especializada ou consultar um aromaterapeuta qualificado para receber orientação individualizada. Para sua segurança, antes de usar um novo óleo essencial sempre faça o teste de sensibilidade cutânea, mesmo que a forma de uso seja apenas por inalação.
- Aplique uma gota do óleo essencial misturado com uma gota de óleo carreador na face interna do antebraço e aguarde 24 horas. Se apresentar algum mal estar, irritação no local da aplicação ou em outro local do corpo, não utilize o produto e procure orientação de um aromaterapeuta qualificado.
- A Laszlo não se responsabiliza pelo uso indevido dos produtos.

CONSERVAÇÃO: 
Os óleos essenciais são sensíveis à radiação UV, ao calor, à umidade e à evaporação gradual dos seus constituintes. É importante manter os óleos essenciais em frascos escuros, protegidos da luz, calor e umidade e com a tampa bem fechada. Em cidades quentes ou no verão, após abertos, guardar os óleos essenciais, preferencialmente na geladeira em uma caixinha com tampa, ajuda a manter sua qualidade inalterada por mais tempo.  

RECEITAS GOURMET:  
Creme Ligeiro de Cenoura ao Óleo Essencial de Cominho-preto e Salsa-folhas 
Ingredientes para 4 pessoas 
-Tempo de preparo: 15 min. 
-Cozimento: 20 min. 
-500 g de cenoura 
-2 iogurtes naturais 
-2 gotas de óleo essencial de cominho-preto (Nigella sativa 
-2 gotas de óleo essencial de salsa (Petroselinum crispum) 
-1/2 maço de salsa picada 
-Sal e pimenta a gosto.  
Como fazer: 
Raspe as cenouras antes de fatiá-las em rodelas. Em seguida, cozinhe-as no vapor por cerca de 20 minutos. 
Transfira-as para um copo de liquidificador. Adicione os iogurtes e o óleo essencial de cominho-preto e salsa. Tempere com sal e pimenta. Ligue o aparelho até obter uma preparação cremosa. 
No momento de servir, espalhe o creme de cenoura em pratos individuais. Polvilhe com salsa bem picadinha. Sirva imediatamente. 
(Livro: Eu Cozinho Com Óleos Essenciais - Philippe Chavanne)  

Salada de Aipo com Aveia em Grãos 
Ingredientes: 
-3 colheres de sopa de óleo gorduroso extra-virgem de girassol (Helianthus annuus) 
-6 gotas de CO2 de aipo folhas (Apium graveolens) 
-2 gotas de óleo essencial de salsa (Petroselinum crispum) 
-1 1/2 colher de sopa de molho de soja 
-1 colher de chá de alho amassado 
-1 colher de chá de sal marinho 
-2 1/2 xícaras de aveia em grão 
-1/2 xícara chá de pimentão vermelho cortado em cubos pequenos 
-75g de passas pretas 
-1/2 xícara de aipo cortado enviesado 
-2 colheres de sopa de salsa picada 
 Como fazer: 
Coloque as passas em um recipiente com água para que ela hidrate e reserve.  
Pique a salsa, corte o pimentão em cubos pequenos e o aipo em fatias enviesadas e coloque todos em uma mesma tigela grande. 
Amasse o alho em um pilão e coloque-o em uma vasilha com o óleo de girassol, o CO2 de aipo, o molho de soja e o sal. Misture bem e reserve. 
Cozinhe a aveia em grãos em água durante 7 minutos em fogo alto. O grão ficará levemente macio. 
Enquanto isso, escorra as passas e acrescente ao recipiente do aipo. Acrescente também o molho e misture tudo. 
Quando a aveia ficar pronta, escorra a água e misture-a ainda quente aos outros ingredientes. Coloque em uma vasilha fechada na geladeira por 30 minutos para refrigerar e tomar gosto. Estará pronto! 

CURIOSIDADES: 
A miristicina, um composto encontrado no óleo de salsa, é sugerido responsável pelo efeito alucinógeno da noz-moscada. Não se sabe se o óleo de salsa induz alucinações, mas a prática de fumar salsa como substituto da cannabis era bem conhecida durante a década de 1960. A salsa pode ter sido fumada para um efeito eufórico ou como transportadora de drogas mais potentes (por exemplo, fenciclidina). 
Em Cuba a decocção ou mastigação das folhas é empregada para tratar disfonia e para fortalecer as cordas vocais, enquanto a decocção da raiz é usada como abortivo. Na Europa, empregam-se as folhas e talos frescos cortados e macerados com vinagre, na forma de cataplasma para favorecer a cicatrização de abcessos, feridas, chagas, úlceras e eliminar manchas da pele. No Marrocos, a decocção de raízes de salsa e malva (Malva sylvestris) é empregada em casos de nefrite, e a infusão das folhas de salsa é usada como agente anti-hipertensivo em cistite. 
Na Turquia, a salsa é indicada para diabetes. Em muitos países é costume mastigar folhas de salsa para eliminar o mal hálito produzido pela ingestão de dentes de alho, cebola. 

Escreva sua Própria Avaliação
Você está avaliando:Óleo Essencial Salsa (Folhas) GT Brasil 10 ml