FRETE GRÁTIS em compras a partir de R$399,00.
Óleo Essencial Lavanda Munstead GT Hungria 5 ml

Óleo Essencial Lavanda Munstead GT Hungria 5 ml

Óleo Essencial Lavanda Maillette GT Inglaterra 10 ml

Óleo Essencial Lavanda Maillette GT Inglaterra 10 ml

Óleo Essencial Lavanda Hidcote GT Hungria 5 ml

Preço R$ 95,00 Preço Especial R$ 90,00
6x R$ 15,00 Sem juros

ou R$85,50 à vista

Nome botânico: Lavandula angustifolia
Origem:
 Hungria
Parte utilizada: 
Flores
Método de extração: 
Destilação a vapor
Volume: 5 ml

Disponibilidade: Em estoque
SKU
011016

A lavanda-fina (Lavandula angustifolia) é uma planta pertencente a divisão Angiospermae, da família Lamiaceae. Na Roma Antiga era utilizada para cura de doenças, para limpeza, para lavar roupas, para tomar banho e perfumar ambientes. Este uso deu origem ao nome lavanda, que advém do latim lavandus, que significa lavar. Além de lavar e perfumar a lavanda também era, e ainda é, muito utilizada para purificar e equilibrar a energia de ambientes, trazendo paz e harmonia.

São denominadas lavandas "finas" aquelas lavandas que carregam uma nota etérea e mais delicada em seu óleo essencial. Esse tipo de óleo tem a tendência a conter mais ésteres.

Em 1907 o jardineiro Laurence Johnston, criador do jardim de Hidcote Manor, foi apresentado a uma espécie de lavanda-fina, de flores em profundos tons azul-índigo com folhas esguias e cinza-prateadas. As flores são altamente atraente para as abelhas e outros insetos que amam seu néctar. A esta lavanda-fina, em homenagem a Laurence Johnston, deu-se o nome de lavanda "Hitcote", muitas vezes chamada de 'Hidcote-azul', devido a coloração das flores.

PROPRIEDADES

Há poucas diferenças nas indicações do uso de óleo essencial de lavanda-fina (Lavandula angustifolia), sendo que alguns, devido ao volume dos componentes, possuem potencial terapêutico mais ativo. O óleo essencial da Laszlo de lavanda-hidcote vem da Hungria e possui maiores teores de ésteres (acetato de linalila e lavandulila), β-ocimeno e α-terpineol, que lhe confere notas florais, frescas e verdes. Pode ser utilizado como antiespasmódico (cólicas e espasmos), carminativo, desodorante, vermífugo, repelente, em dores reumáticas, artríticas, como regularizador do estômago.

Em testes laboratoriais foi comprovado que a inalação de óleo essencial de lavanda-fina pode ser uma modalidade de tratamento eficaz e segura no manejo agudo das dores de cabeça da enxaqueca.
(pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/22517298)

O acetato de linalila é o éster derivado do linalol com o qual funciona sinergicamente para o efeito ansiolítico do óleo de lavanda inalado.
A atuação psicoativa é possível de ser registrada por um eletroencefalograma, que exibe as respostas das ondas cerebrais aos aromas, expressas na amplitude e frequência das ondas. Estudos atestam que a inalação do óleo essencial de lavanda por três minutos é suficiente para aumentar, significativamente, a atividade das ondas teta (4-8 Hz) e alfa (8–13 Hz), em todas as regiões do cérebro humano. As ondas teta, além de estarem relacionadas com o relaxamento, são responsáveis por gerar mais vigor e energia. Este estado está relacionado aos processos de criatividade, intuição potencializada e conexões emocionais mais intensas. Ela também possibilita a cura do corpo na produção de neurotransmissores que fortalecem o sistema imunológico e minimizam o nível de cortisol (o hormônio do estresse), equilibrando os níveis de serotonina e melatonina, o que por sua vez, auxilia na cura de processos de depressão, insônia e até inchaços. Já as ondas alfa estão relacionadas a um estado de relaxamento que viabiliza a concentração, a memória, a aprendizagem e o processamento e armazenamento de informações. Este estado provoca a sensação de tranquilidade, alívio da dor e sensação de bem-estar. Esta pesquisa destaca que pessoas com personalidades propensas aos vícios, como álcool e drogas, possuem pouca atividade das ondas teta e alfa, e quando estas são estimuladas as crises de abstinência podem ser reduzidas.
(researchgate.net/publication/225051306)

O óleo essencial de lavanda-fina age, portanto, ampliando o estado de relaxamento no corpo sob diversos mecanismos, além de inibir os comportamentos de ansiedade. Ele é indicado para todos os sintomas e manifestações do estresse como: tensão física e mental, distúrbios do sono, falta de energia, falta de apetite, impaciência, irritabilidade, inquietação, neurastenia, extremo pânico e histeria.

Os resultados obtidos em pesquisas indicam que a sinergia natural de linalol e acetato de linalila, também promove ações anti-inflamatórias, analgésicas e antinociceptiva, podendo ser utilizado em massagem.
(pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/12587692)

Outra vantagem terapêutica é que o acetato de linalila possui também ação antibacteriana. Sendo ativo contra Staphylococcus aureus e Escherichia coli.
(pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/15917549)

Foi comprovado também que o óleo essencial possui um excelente potencial citofilático (regenerador do tecido epitelial e promotor da síntese de colágeno)
O óleo essencial de lavanda-fina tem o potencial de promover a cicatrização de feridas na fase inicial por meio da aceleração da formação de tecido de granulação, remodelação tecidual por substituição de colágeno e contração de feridas através da regulação de TGF-β.
(pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/27229681)

EMOCIONAL

O linalol e os ésteres (acetatos) que compõem o óleo essencial de lavanda-fina (Lavandula angustifolia) proporcionam ação ansiolítica do óleo essencial. As respostas que o organismo dá em situações de estresse são normalizadas, acalmam as tensões e permitem acessar novas percepções. Abrandando tristezas e promovendo a paz.

PERFUMARIA

O óleo essencial da Laszlo de lavanda-hidcote (Lavandula angustifolia) com notas florais, frescas e verdes, possui aroma vintage lembrando antigos perfumes de lavanda do século passado.

Nota de perfumaria: meio.
Persistência da nota inicial: média.

SEGURANÇA

  • Os óleos essenciais são matérias-primas que possuem múltiplas aplicabilidades e formas de uso, ambas variam de acordo com a finalidade e o benefício almejados. Em caso de dúvidas, procure a orientação de um aromaterapeuta qualificado para recomendação de uso e de posologia adequados e seguros para a sua individualidade.

  • Guarde seus óleos essenciais em lugar longe do alcance de crianças e animais domésticos.

  • Não aplique óleos essenciais próximo a região dos olhos.

  • Não aplique óleos essenciais puros sobre a pele, salvo orientação expressa de um aromaterapeuta qualificado.

  • Não aplique aromaterapia em bebês menores de três meses, salvo orientação expressa de um aromaterapeuta qualificado.

  • Não utilize óleo mineral e seus derivados como veículos de diluição, pois eles prejudicam a absorção dos óleos essenciais.

  • Alguns óleos essenciais apresentam contraindicações e/ou restrições de uso para gestantes, lactantes, bebês, crianças, idosos, e pessoas submetidas a tratamentos medicamentosos (físico, neurológico e/ou psiquiátrico). Para esses públicos e casos é recomendado pesquisar em literatura especializada ou consultar um aromaterapeuta qualificado para receber orientação individualizada. Para sua segurança, antes de usar um novo óleo essencial sempre faça o teste de sensibilidade cutânea, mesmo que a forma de uso seja apenas por inalação.
    Aplique uma gota do óleo essencial misturado com uma gota de óleo carreador na face interna do antebraço e aguarde 24 horas. Se apresentar algum mal estar, irritação no local da aplicação ou em outro local do corpo, não utilize o produto e procure orientação de um aromaterapeuta qualificado.

     

  • A Laszlo não se responsabiliza pelo uso indevido dos produtos.

CONSERVAÇÃO

Os óleos essenciais são sensíveis à radiação UV, ao calor, à umidade e à evaporação gradual dos seus constituintes. É importante manter os óleos essenciais em frascos escuros, protegidos da luz, calor e umidade e com a tampa bem fechada. Em cidades quentes ou no verão, após abertos, guardar os óleos essenciais, preferencialmente na geladeira em uma caixinha com tampa, ajuda a manter sua qualidade inalterada por mais tempo.

RECEITAS

Gel Cicatrizante
Útil para saúde da pele, cicatrização de feridas.

Ingredientes:
- 100 g de gel base aloegel
- 66 gotas de óleo essencial de lavanda-hidcote (Lavandula angustifolia)

Como fazer:
Em um recipiente de louça, coloque 50 g do gel e junte o óleo essencial. Vagarosamente misture o gel com o óleo utilizando um garfo. Misturar até que todo o óleo essencial esteja encorpado no gel. Acrescente os 50 g de gel restante e misture muito bem. Coloque num pote com tampa. Pronto para utilizar tópico. Ideal passar no mínimo 2 vezes no dia: ao acordar e ao deitar.

Óleo proteção tegumentar
Útil para proteger a pele de invasões de micro-organismos intrusos e, em casos de eczema, coceira, erupções cutâneas.

Ingredientes
- 22 gotas de óleo essencial de lavanda-hidcote (Lavandula angustifolia)
- 11 gotas de óleo essencial de camomila-azul-alemã pura (Matricaria recutita)
- 11 gotas de óleo essencial de sempre-viva immortelle (Helichrysum italium)
- 11 gotas de óleo essencial de bergamota LFC (Citrus bergamia)
- 30 ml de óleo graxo de amêndoas-doce (Pranus dulcis)
- 68 ml de óleo de coco palmiste (Elaeis guineensis)

Como fazer
Em um vidro âmbar de 100 ml, colocar o óleo de amêndoas doce e acrescentar os óleos essenciais. Acrescentar o óleo de coco até completar o volume. Tampar e misturar bem. Estará pronto para uso.

Óleo Massagem Musculoesquelética
Útil para massagear quando houver dor, inflamação com edema. Um bom óleo para aplicar pós-drenagem linfática.

Ingredientes

-67 ml de óleo de coco palmiste (Elaeis guineensis)
-30 ml de óleo vegetal de andiroba (Carapa guianenses)
-23 gotas de óleo essencial de lavanda-hidcote (Lavandula angustifolia)
-23 gotas de óleo essencial de capim-cidreira ( Cymbopogon citratus)
-20 gotas de óleo essencial de cedro-do-atlas (Cedrus atlantica)

Como fazer
Em um vidro âmbar de 100 ml, colocar o óleo de amêndoas doce e acrescentar os óleos essenciais. Acrescentar o óleo de coco até completar o volume. Tampar e misturar bem. Estará pronto para uso em massagem.
Fazer massagem corporal dando ênfase em pontos doloridos.

CURIOSIDADES

A plantação de lavanda-fina na Hungria iniciou na década de 1920, quando o herbalista húngaro, Gyula Bittera, levou mudas de lavanda da França e iniciou a primeira grande plantação de lavanda. Em 1924 eram 20 hectares que logo em 1940 haviam se expandido para 100 hectares. A Hungria se tornou nesse período o maior produtor de óleo de lavanda da Europa, até que todas as plantações acabassem com o impacto da Segunda Guerra Mundial. A Faculdade de Horticultura da Corvinus University of Budapest manteve preservada em seu horto esta genética original da década de 1920, o que permitiu ressuscitar esta antiga genética nos campos de produção húngaros.

A Alemanha é pioneira por lançar oficialmente no mercado um medicamento exclusivamente à base de óleo essencial de lavanda-verdadeira (Lavandula angustifolia).
Em 2010, um laboratório da Alemanha registrou e lançou no mercado o medicamento Silexan®, cuja composição de cada cápsula varia de 80 mg ou 160 mg de OE de lavanda (L. angustifolia), contendo como principais constituintes o linalol e o acetato de linalila (Silexan®, register 2009). Os resultados das investigações evidenciaram a ação ansiolítica deste medicamento, ao ser ingerida 1 (uma) cápsula diariamente por um período de 14 dias consecutivos (Kasper, 2013; 2015).

Escreva sua Própria Avaliação
Você está avaliando:Óleo Essencial Lavanda Hidcote GT Hungria 5 ml